Governador, primeira-dama e secretário de Segurança com grupamento aéreo da PMMS. (Fotos: João Garrigó)

A partir desta quarta-feira (19) o helicóptero modelo HS350 B3e Prefixo PT-GMS, que é considerada uma aeronave de alto desempenho e foi preparada e equipada para a atividade policial, está pronta para reforçar a segurança de Campo Grande. O lançamento oficial do programa de policiamento ostensivo e preventivo aéreo, que faz parte do programa de investimentos MS Mais Seguro, foi feito hoje, pelo governador, Reinaldo Azambuja; o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, José Carlos Barbosa e o comandante-geral da Policia Militar, coronel Waldir Ribeiro Acosta.

De acordo com o secretário José Carlos Barbosa, o helicóptero é uma força auxiliar que eleva a segurança pública de Mato Grosso do Sul a um novo patamar de qualidade. Neste primeiro momento ele será utilizado para intensificar o policiamento da Capital. “A aeronave ficará permanentemente com uma equipe preparada para que seja acionada a qualquer momento de necessidade e, assim, auxiliar as viaturas de patrulhamento. O helicóptero também será utilizado no interior do Estado pelas nossas forças de segurança, seja da Polícia Militar, Civil e dos Bombeiros”, reforçou o secretário.

Segundo o comandante-geral da PM, coronel Waldir Ribeiro Acosta, as operações com o helicóptero não serão apenas específicas e pontuais. “As nossas ações serão desenvolvidas conforme os índices criminais de cada região da Capital, para aumentar a sessão de segurança da nossa população. Além das operações, voos preventivos poderão ser realizados sobre a cidade nos horários de pico”, disse o comandante-geral.

O tenente-coronel Rosalino Gimenez, piloto da aeronave, explicou que nesse tipo de policiamento o helicóptero, além da prevenção, proporciona um amplo campo de visão ao policial permitindo que se consiga observar pessoas, veículos e movimentações suspeitas de forma detalhada em uma área considerável, o que o coloca em vantagem operacional.

“A presença do helicóptero nos locais de ocorrências gera nos policiais melhor respaldo para executar as atividades operacionais, pois em comunicação com a aeronave o operador tem informações privilegiadas, já que o helicóptero é considerado uma excelente plataforma de observação, com raio de visão de 360º numa distância de aproximada de 10 quilômetros”, detalhou o tenente-coronel.

Helicóptero

A aeronave que será utilizada no policiamento ostensivo e preventivo aéreo será chamada de Harpia 01, fazendo uma referência a mais poderosa ave de rapina do Brasil, com porte e força inigualáveis. Atualmente, a espécie é encontrada principalmente na Floresta Amazônica. Nas outras regiões está bastante ameaçada, devido à caça predatória e a perda de seu habitat.