Seminário discutiu políticas públicas para os idosos. (Foto: Eder Gonçalves)

O seminário “Direito dos Idosos: novos olhares” aconteceu durante a manhã desta sexta-feira (11), no Plenário da Câmara de Dourados. O evento, proposto pela vereadora e presidente da Casa, Daniela Hall (PSD), reuniu autoridades para discutir políticas públicas de assistência para os idosos.

Daniela Hall abriu a cerimônia ressaltando a importância da participação da Frente Parlamentar de Defesa dos Direitos dos Idosos no evento e a necessidade e criar políticas públicas para melhor assistir aos idosos.  “Atualmente, a sociedade brasileira desestimula a participação desse grupo em diversos processos, tanto sociais, econômicos e culturais. Precisamos mudar isso e esse seminário nos dará o caminho a percorrer”, afirma.

Exaltando a importância de ações como esta, a deputada estadual Antonieta Amorim (PMDB) ressaltou a importância do seminário no sentido de atender à demanda da população idosa, já que eles representam cerca de 18 milhões de brasileiros. “Este é um momento de reflexão, de debate, de conversa, de chamar a sociedade para este encontro, para investir, trazer acesso, promover saúde para esta faixa etária. Este debate é uma conquista para a cidade”, complementou a deputada.

O deputado federal Geraldo Resende (PSDB) lembrou-se da disposição da vereadora Daniela Hall ao receber a proposta de junto ao público alvo da discussão. “A partir desde evento podemos criar a Frente Parlamentar e, com isso, continuar discutindo isso. Temos que trabalhar para que o idoso tenha uma vida melhor”.

Representante da Frente Parlamentar, o deputado estadual Renato Câmara (PMDB) discursou sobre as ações que a comissão tem realizado no Estado, salientando a iniciativa da Câmara em ativar o assunto. “Já fizemos várias propostas e projetos de lei, como a curadoria judicial, que agora está na mão do judiciário. Também fizemos o fundo estadual do idoso, que há 20 anos é uma luta dos conselhos e entidades organizadas”, apontou.

Após debate, Daniela Hall assegurou que será criada em Dourados a Frente Parlamentar de Defesa dos Direitos dos Idosos. “Nós faremos a composição na próxima semana. Essa comissão discutirá, com conselhos e órgãos responsáveis, os problemas que idosos passam no município e as soluções que podem ser empregadas a partir disso”.

A coordenadora nacional da Pastoral da Pessoa Idosa, irmã Terezinha Tortelli, falou sobre “Situação atual do idoso – Direitos, violência e visibilidade”. “Nosso foco é a dignidade da pessoa, não importa quem seja, por isso vamos ao encontro de todos”.

Outra palestrante foi a coordenadora do Conselho Nacional do Idoso, Ana Lúcia da Silva, cuja palestra abordou o tema: “Maior longevidade – Como o Poder Público pode se preparar para novo idoso brasileiro”. “O meu desafio hoje é envelhecer. Em países desenvolvidos, eles preparados para envelhecer, mas no Brasil estamos envelhecendo de forma célere, sem que tenhamos políticas públicas estruturais para recebermos esta população”, afirmou.

Com o tema “Legislação em defesa do idoso”, a deputada Leandre Dal Ponte falou sobre o trabalho dos políticos em defesa dos idosos e a importância de discuti-la diretamente com eles. “São os idosos os especialistas em envelhecimento, muito mais do que qualquer deputado que estuda, porque são eles que estão vivendo isso na prática”, comentou.