Líderes comunitários participaram de reunião de trabalho (Foto Lécio Aguilera)

Líderes comunitários hipotecaram apoio ao prefeito Hélio Peluffo no tocante ao projeto de lei complementar prevendo a redução da taxa de iluminação pública. Foi durante reunião quando os representantes de bairros tiveram conhecimento, em detalhes, do projeto. O prefeito apresentou números dos efeitos positivos beneficiando os consumidores, como o aumento da porcentagem de isenção, que chegará a 12 mil residências.

O presidente da Associação de Moradores do bairro Marambaia, Celino Melgarejo enalteceu a decisão do prefeito. “Tudo que beneficia a população tem nosso total apoio. O prefeito Hélio tem tido uma visão muito ampla de ações positivas” enfatiza. Para Arístides Gracia, representante dos Ipês, a medida é de louvor, principalmente por beneficiar a camada de baixa renda.

A Prefeitura de Ponta Porã encaminhou à Câmara Municipal de Vereadores, o Projeto de Lei Complementar prevendo benefício na redução da taxa de iluminação pública residencial. O projeto de lei assinado pelo prefeito Hélio Peluffo irá contemplar 88% dos consumidores de energia elétrica residencial em Ponta Porã, ou seja, 24.765 unidades residenciais de um total de 27.107 terão a conta de iluminação pública reduzida.

O projeto de lei da Prefeitura que pede análise em regime de urgência, amplia faixa de isenção da taxa de 50 para 100 kw/h, beneficiando 88% dos consumidores enquadrados nessa categoria. Além da ampliação da isenção, o projeto de lei do prefeito Hélio Peluffo reduz o valor da Cosip em média 25%. Entre 101kw/h até 200kw/h, são 9 mil ligações beneficiadas, e de 201 kw/h a 300kw/h corresponde a 4 mil ligações, com proposta de redução na faixa de 15%.

Essa sistemática atende o programa de eficientização do consumo de energia elétrica determinada pelo prefeito Hélio Peluffo, com estudo e avaliação técnica de todo o sistema de abastecimento no município. Assim que a Câmara Municipal aprovar a proposta, ela entrará em vigor, beneficiando um grande percentual da população pontaporanense.

Desta forma, o prefeito cumpre mais um compromisso firmado com a população quando ainda em campanha havia anunciado que reduziria o valor da taxa de iluminação pública. Isso acontece sete meses após assumir o governo municipal.

O prefeito Hélio Peluffo disse que a proposta para reduzir a taxa de iluminação pública é possível diante do mecanismo de eficientização energética implantada com estudos técnicos e viabilidade da redução de consumo.

A eficiência energética é uma necessidade cada vez maior e ficou ainda mais evidente com a crise energética que já viveu o País. Além de reduzir os custos financeiros, a busca é também pela eficiência no consumo da energia nos prédios públicos do município.

Na situação atual, não existe mais espaço para o desperdício de energia e a otimização energética deve ser uma busca constante no país e em Ponta Porã não pode ser diferente. É preciso reduzir os gastos e o consumo buscando mecanismos para isso.