A vereadora Marinalva de Souza Faras da Costa (DEM) encaminhou documento ao deputado estadual Zé Teixeira (DEM) solicitando que reforce pedido ao deputado federal Geraldo Resende (PSDB) – no sentido de viabilizar R$ 200 mil para custeio de despesas do Hospital São Mateus.

“O São Mateus é o único hospital que temos responsável pelo atendimento de toda cidade, distritos, às vezes cidades vizinha”, disse a Marinalva.(Foto: Divulgação)

A vereadora destaca no documento encaminhado aos parlamentares, que o Hospital São Mateus é uma instituição filantrópica que vem passando por dificuldades financeiras, dependendo, portanto, de doações e repasses feitos através de convênios.

“O São Mateus é o único hospital que temos responsável pelo atendimento de toda cidade, distritos, reserva indígena e às vezes cidades vizinhas, portanto, precisamos dar respaldo e condições financeiras para que possa continuar prestando o atendimento que a população merece”, disse a vereadora.

Ainda para o setor da Saúde a vereadora solicitou ao deputado Geraldo Resende que viabilize recursos para a aquisição de uma Ambulância para atendimento exclusivo do Asilo Frei Eucário.

A parlamentar explica que é preciso oferecer comodidade aos idosos que têm dificuldade de locomoção. “É comum ter que transportar os idosos para alguma unidade de Saúde afim prestar atendimento médico, e às vezes até às instituições bancárias para sacar seus benefícios. No entanto, o veículo convencional dificulta o transporte de idosos”, disse.

A vereadora Marinalva apresentou indicação ao prefeito André Nezzi (PDT), solicitando que viabilize recursos do FIS (Fundo de Investimento Social) junto ao Governo do Estado, a fim de realizar pequenas obras, tais como construção de banheiros sanitários e pequenos reparos nas residências das pessoas não têm condições financeiras.

Temos conhecimento do grande número de pessoas que procuram a prefeitura em busca de tipo de serviço, a maioria delas de baixa renda, que realmente não tem condições de viabilizar o serviço com recursos próprios.   “Sendo assim, apresentamos esta solicitação para que no ano de 2019, Caarapó viabilizar recursos para atender a população, principalmente em casos emergência, como ocorreu com as últimas chuvas e ventos”, cobrou Marinalva.