Os delegados da Polícia Federal que coordenam a nova fase da Operação Lama Asfáltica afirmaram há pouco em entrevista coletiva na Capital, que o ex-governador André Puccinelli e o filho dele, André Júnior, tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça e que serão levados para um presídio de Campo Grande.

A Polícia Federal informou também que Puccinelli é o chefe da organização criminosa investigada na ação. Ao todos foram pedidos o bloqueio de mais de R$ 160 mi dos envolvidos além de buscas em vários endereços.

A novidade desta fase é a inclusão da empresas de saneamento Águas de Guariroba que também está sendo investigada na operação. Entre as obras investigada está a construção de uma estação de tratamento de esgoto em Dourados. O detalhe é que a Águas de Guariroba detém este tipo de serviço apenas na Capital. Em Dourados a responsável é a Sanesul.

As provas contra a organização criminosa que seria liderada por Puccinelli seriam fruto de um longo trabalho de investigação e de uma delação premiada de Ivanildo Miranda, de acordo com a PF.