(Foto: Divulgação)

Acionado pelo Controle de Tráfego Aéreo – DTCEA – em Curitiba, o GPA – Grupamento de Policiamento Aéreo da Polícia Militar, interrompeu esta manhã uma operação irregular de pulverização agrícola realizada na região sul do Aeroporto Internacional de Campo Grande. Sem nenhuma comunicação com órgãos controladores, o piloto do avião agrícola matrícula PR-DFA pulverizava uma área localizada próximo a cabeceira da pista.

A ação colocava em risco operações de pousos e decolagens e chegou a provocar arremetidas por parte de pilotos surpreendidos pela aeronave a baixa altura em área definida como rampa de aproximação da cabeceira 06, região aos fundos do conjunto União.

Pilotos passaram a reportar a situação ao Controle Campo Grande que chegou a avistar a aeronave operando, mas apesar de seguidas chamadas não era respondido pelo piloto. Com isso, o DTCEA solicitou intervenção do GPA.

O helicóptero Harpia foi acionado e a equipe comandada pelo tenente coronel Gimenez confirmou a operação irregular sendo aeronave e piloto abordados em terra pouco antes de nova decolagem. A pulverização foi interrompida e o piloto proibido de decolar até que a situação dos voos na área seja regularizada, uma vez que a operação estava colocando em risco a segurança de pousos e decolagens. Consta que piloto e empresa receberão notificação, não sendo informado que tipo de punição poderão receber.