A Unidade fica na parte norte da cidade. (Foto: Divulgação)

Em comemoração aos 42 anos de implantação do 2º Grupamento do Corpo de Bombeiros Militar, em Dourados (GBM), foi inaugurada nessa terça-feira (19.12) uma nova unidade da corporação no município, que fica localizada na região Leste da cidade. A medida tem por objetivo garantir com mais qualidade o tempo-resposta dos atendimentos que, antes era de 15 minutos, e agora passará para seis, pois esta é uma das regiões mais distantes da sede central dos Bombeiros.

De acordo com o comandante do 2º Grupamento Corpo de Bombeiros Militar, Flávio Guimarães, o prédio vai atender 80 mil pessoas na região do Parque das Nações. Com isso, os atendimentos serão mais rápidos em relação às ocorrências dessa região. “Essa é uma grande conquista, pois oportunizará a descentralização do atendimento do Corpo de Bombeiros Militar, além disso, potencializa as novas ações educativas e projetos de prevenção de acidentes e sinistro, fortalecimento da cidadania e inclusão social”, frisou.

Presente no evento, o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira, disse que esse foi um compromisso assumido pelo Governo do Estado que está sendo cumprido. “Dourados conta agora com três bases dos Bombeiros, sendo que além da sede existe a subunidade do aeroporto. Ao todo foram investidos recursos da ordem de R$ 500 mil, referentes à adequação estrutural do prédio, aluguel e destinação de três viaturas operacionais”.

A 2ª Seção de Bombeiros é comandada pelo 2º tenente Rafael Henrique Fernandes, e conta com um efetivo de 20 militares, além de uma Unidade Resgate (UR), um Auto Bomba Rápida (ABR) e um veículo Auto Salvamento (AS).

O Grupamento de Dourados também atende as cidades de Itaporã, Douradina, Laguna Carapã e seus distritos. Em média são cerca de sete mil ocorrências por ano, somente em 2017 foram mais de 6.500, sendo 2.409 atendimentos pré-hospitalares, 434 incêndios, 198 operações de busca e resgates (salvamento), 927 prevenções e 597 vistorias técnicas-operacionais.