O projeto irá tramitar nas comissões nos próximos dias e será submetido à discussão pelos parlamentares. (Foto: Thiago Morais)

Com base em diversas reclamações e questionamentos que recebe da população, o vereador Pedro Pepa (DEM) apresentou um projeto de Lei com o objetivo de sanar as dúvidas dos cidadãos sobre a prestação de contas sobre o saneamento básico e esgotamento sanitário de Dourados. O projeto tem chamado à atenção dos moradores do município, devido à relevância e importância.

Segundo o documento, que foi protocolado na Câmara de Dourados no dia 9 de abril, o vereador pretende deixar mais claro o trabalho da empresa prestadora de serviço público de abastecimento de água e esgotamento sanitário em Dourados, obrigando-a a prestar informações acerca do trabalho realizado com investimentos, despesas, entre outras informações relevantes a população.

“Sempre ouvimos indagações a respeito do que a empresa investe, de onde são os recursos e para onde vão. Além de questionamentos sobre o valor cobrado da tarifa de esgoto. Pretendemos dar oportunidade de, anualmente no mês de novembro, a empresa prestar contas aos vereadores e população”, comentou Pepa.

O objetivo, de acordo com Pedro Pepa, além de esclarecer os serviços à população, é aumentar a qualidade do serviço da empresa prestadora. “Isso dará mais opção para que a empresa continue prestando um bom trabalho, pois prestação de contas faz parte de um rol de qualidades que toda empresa detentora do serviço público deve ter e isso a população, com toda certeza, irá reconhecer”, explicou o vereador.

O projeto irá tramitar nas comissões nos próximos dias e será submetido à discussão pelos parlamentares e, caso seja não encontrado nenhum óbice legal, irá ser submetido à votação.

“Esperamos dar mais clareza a população. Uma das atuações do vereador deve ser no sentido de fiscalizar e é isso que estamos fazendo, propondo meios de fiscalizar como é investido o dinheiro da população”, finalizou Pepa.

Obra Inacabada

Em sessões anteriores, o vereador cobrou, via requerimento à prefeitura, informações da obra inacabada de construção da cobertura da quadra de esportes da Escola Municipal Prefeito Luiz Antonio Álvares Gonçalves, no Jardim Novo Horizonte.

Em resposta, a prefeitura informou que a obra foi iniciada, contudo, a empresa a abandonou, deixando metade do serviço a ser executado. Com isso, Pedro Pepa  encaminhou novo documento, solicitando providências sobre a continuidade da obra, seja com a convocação da segunda colocada no certame licitatório ou ainda qualquer outra ação que tenha por objetivo o termino do serviço.

“É inadmissível que aquelas crianças tenham que praticar atividades esportivas sob o sol. Precisamos terminar a obra e dar maior conforto aos estudantes”, apontou o vereador.