Vereador Ramim visitou diversos comércios e constatou a dificuldade no descarte de lixo eletroeletrônico em Dourados. (Foto: Gleiber Nascimento)

Na sessão da Câmara Municipal de Dourados que acontece hoje (22), a partir das 17h30, o vereador Romualdo Ramim (PDT) vai apresentar indicação à prefeitura solicitando a implantação de Ecoponto destinado exclusivamente ao descarte de lixo eletroeletrônico.

A solicitação atende reivindicação de diversos comerciantes da cidade, que prestam o serviço de conserto desses equipamentos, e da população, que não contam com local público apropriado para fazer o descarte, sendo a única opção a destinação do lixo em áreas particulares regulares, mediante pagamento de taxa, o que inviabiliza o negócio.

Um dos comerciantes que solicitou apoio do vereador é Luiz Almeida, que atua há mais de 25 na cidade. “Todos que trabalhamos com o conserto de eletroeletrônicos enfrentamos a mesma dificuldade. Aqui no meu comércio por exemplo, convivo diariamente com cerca de 30 toneladas de lixo eletroeletrônico, entre televisores, rádio e micro-ondas, que não tenho onde destinar e não tenho condições de pagar pelo descarte. Por isso pedimos apoio do Poder Público”.

Ramim acredita que a situação deve se agravar a partir do dia 5 de dezembro, quando a programação dos canais abertos de televisão será transmitida apenas pelo sinal digital em Dourados, Caarapó, Deodápolis, Douradina, Itaporã e Vicentina, desativando grande quantidade de TVs analógicas.

Em Dourados, a prefeitura já oferece aos cidadãos alternativas para descarte correto de alguns resíduos como forma de preservar o meio ambiente e evitar focos de doenças e criadouros de insetos. Entre o lixo arrecadado estão os resíduos resultantes de poda de árvores, galhos e jardinagens, descarte de pneus, resíduos recicláveis, pilhas e baterias de celulares.

São três Ecopontos de galhos, um de Resíduos Recicláveis, um de Pneus e mais de 100 pontos espalhados pelas cidades de coleta de pilhas. Ainda, um outro de coleta de Resíduos de Construção Civil está em processo de implantação.

“O atendimento da nossa solicitação só tem a contribuir com o desenvolvimento da nossa cidade, precisamos preparar nossa cidade para o futuro. Além de apoiar os comerciantes, que encontram essa dificuldade no exercício da profissão, o Ecoponto vai prevenir a contaminação do meio ambiente, evitando o descarte inadequado desses produtos”, finalizou o vereador.