Dividas de outras administrações têm sugados os cofres de Itaporã. (Foto: Arquivo)

O Tribunal de Justiça do estado encaminhou um oficio precatório de requisição de pagamento para prefeitura de Itaporã, notificando o município a pagar uma divida de R$ 1,3 milhão de reais para a Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul, a Sanesul.

A empresa acionou judicialmente a atual administração a pagar um débito no valor de R$ 1.296.829,71, relativo às faturas em atrasos, requerendo que o valor do pagamento seja atualizado até o dia do pagamento e que o valor seja  inserido no orçamento municipal  de 2019. Esta divida foi contraída em outras administrações, e a assessoria jurídica do município está fazendo os levantamentos para tomar  as medidas necessárias.

Esta semana o prefeito Marcos Pacco, disse que as notificações judiciais já estão virando rotina. “Todo dia chega algo diferente e estamos nos desdobrando para saldar aquilo que for devido e não ficar negativado sem condições de receber repasse”, contou o prefeito.

Pacco disse ainda que além desta divida milionária com a Sanesul há também a divida com o ITAPREV, que gira em torno de R$ 4,0 milhões, mais de R$ 500,00 mil de protestos em cartório entre outras. “Está difícil a luta para tirar nosso município da inadimplência, esta sendo uma verdadeira batalha, onde a cada dia, nos defrontamos com um fato novo. Mas com determinação e em respeito à população que nos elegeu, vamos sair desta e pagar todas as dividas”, finalizou o chefe do executivo.