Diretores e filiados decidiram as ações de 2019 na assembleia de 15 de fevereiro. (Foto: Divulgação)

Os jornalistas sindicalizados decidiram em linhas gerais quais serão as ações de 2019 do Sinjorgran (Sindicato dos Jornalistas Profissionais da Região da Grande Dourados), durante a assembleia realizada na noite da última sexta-feira, 15 de fevereiro, na sede da entidade.

Eles acreditam que é preciso fortalecer a atuação do Sinjorgran e aumentar a participação dos filiados. Esses são alguns caminhos apontados para reagirem ao contexto atual, cada vez mais desfavorável aos trabalhadores, especialmente pela forma como até então tem sido apresentada a Reforma da Previdência, mas também pelas próprias condições de exercício do jornalismo, com cortes nas redações que já estavam enxutas, o crescente acúmulo de funções sem remuneração correspondente e a precarização das assessorias de imprensa da região.

Neste sentido, as atividades contemplarão tanto reflexão quanto ação, por meio de manifestações de rua, rodas de conversa, homenagens, mesas de debate e o estabelecimento de parcerias para a realização de cursos e eventos.

Algumas agendas já estão previstas para começarem a ser organizadas, entre elas: Participação em Dourados das mobilizações contra a Reforma da Previdência; Realização em março de uma roda de conversa e também a participação das manifestações dos movimentos sociais sobre o Dia Internacional da Mulher; Celebração de 30 anos de criação do Sinjorgran (1989-2019), em abril, Mês do Jornalista, com homenagens e mesa de debate, com objetivo de valorizar a importância da atividade sindical; Parceria no curso para jornalistas a ser feito, em maio, pela ONU Mulheres e a UFGD sobre violência contra as mulheres indígenas; Parceria no seminário sobre comunicação a ser realizado com a Unigran e a Folha de Dourados, no segundo semestre de 2019. Tudo isso sem esquecer da negociação com as empresas sobre os Acordos Coletivos de Trabalho que começará em março e se prolongará pelos meses seguintes.

Além disso, a diretoria e os jornalistas presentes na assembleia fizeram um manifesto que foi protocolado na última segunda-feira (18), na Câmara de Vereadores de Dourados, alertando sobre a necessidade de instauração de processo de cassação dos vereadores suspeitos do esquema de corrupção investigado pela Operação Cifra Negra.  O manifesto pode ser acessado na página do Sinjorgran em: https://sinjorgranms.wordpress.com.

A assembleia ainda contou com aprovação de novas filiações, dos jornalistas Fábio Olinski e Pedro Zadyr Mascarenhas Robaldo Júnior, e na assembleia anterior, em dezembro, dos jornalistas Luciano Serafim e Aliny Fernandes.

FILIAÇÕES

Para fazer o pedido de filiação é preciso preencher a ficha de filiação e enviá-la datada e assinada, anexando uma foto 3 x 4 atual e cópias do registro profissional (DRT ou MTB), comprovante de residência e das páginas da carteira de trabalho onde constam a foto e a identificação e outra do verso dessa página. A versão digital desses documentos pode ser enviada para o e-mail sinjorgran@gmail.com. Aí então o pedido será apresentado para aprovação em assembleia.

A jurisdição do Sinjorgran envolve 25 municípios localizados mais ao Sul de MS: Dourados, Itaporã, Fátima do Sul, Rio Brilhante, Maracaju, Caarapó, Ponta Porã, Amambai, Antônio João, Aral Moreira, Naviraí, Eldorado, Itaquiraí, Mundo Novo, Deodápolis, Iguatemi, Nova Andradina, Ivinhema, Gloria de Dourados, Angélica, Tacuru, Paranhos, Sete Quedas, Coronel Sapucaia e Bataiporã.

O sindicato está localizado na Avenida Joaquim Teixeira Alves, 1985, Sala 07, Centro de Dourados. O telefone para contato é o (67) 3422-5540 e o e-mail:sinjorgran@gmail.com.  O site (https://sinjorgranms.wordpress.com/), assim como o Facebook (@sinjorgran.dourados), também estão disponíveis com informações aos interessados.