O prefeito ficou pouco tempo afastado do cargo. (Foto:Arquivo)

O desembargador Dorival Renato Pavan, acatou o pedido da defesa do prefeito de Laguna Carapã, Itamar Bilibio, que havia sido afastado do cargo na manhã de ontem   por decisão do juiz da 6ª Vara Cível de Dourados, José Domingues Filho. Acusado de improbidade, Bilibio ficou menos de 48 horas fora do cargo.

A acusação de improbidade foi feita pelo promotor titular da 16ª Promotoria de Justiça Comarca de Dourados, Etéocles Brito Mendonça Dias Junior, é de que Bilibio nomeou a esposa, Vera Lúcia Lorenzoni Bilibio, como secretária de assistência social, em 2013 sem que ela tivesse a qualificação necessária para o cargo. Isso segundo o MP configurou nepotismo e improbidade administrativa.

A decisão do desembargador determina a volta imediata dele ao cargo e foi remetida de forma imediata do Tribunal de Justiça para a 6ª Vara Cível de Dourados. Mas a decisão mantém o afastamento da esposa do prefeito Vera Lúcia, da secretaria de Assistência Social e o bloqueio de bens do casal no valor de R$ 974,4 mil.