O Banco do Brasil já liberou mais de R$ 1 bilhão para os municípios de Mato Grosso do Sul realizarem o plantio da na safra 2016/2017. Ouve um aumento no valor para o custeio de soja, cuja contratação atingiu R$ 896 milhões,representando um crescimento de 34,99% em relação ao valor disponibilizado no mesmo período da safra anterior.

Desde o dia 1° de julho passou a vigorar um novo teto para os limites de custeio com recursos controlados no valor de até R$ 3 milhões por cliente (CPF). Desse valor, 60% deverá ser contratado até 31 de dezembro, os outros 40% poderão ser acessados a partir de janeiro de 2017.

“Essa maior velocidade na contratação da safra é resultado do comprometimento de nossa rede de agências, que realizou treinamento dos funcionários, e da parceria do BB com a Famasul, Aprosoja, Sindicatos Rurais, Sepaf e demais parceiros do agronegócio, para conseguir mobilizar os produtores à utilizarem mais cedo seu crédito. Isso está permitindo melhores condições aos produtores para o planejamento de suas compras e consequentemente menor custo de produção, além de produzir reflexos positivos na cadeia produtiva para as culturas de cana-de-açúcar, milho, soja, laranja, café, arroz, algodão e pecuária”, afirmou Evaldo Emiliano de Souza, Superintendente Estadual do BB no MS

Com a contratação da safra de verão bastante adiantada, neste mês de agosto o BB MS quer incrementar a contratação de créditos de investimento, tendo sido disponibilizado R$ 127 milhões via FCO para o setor produtivo, sendo que R$ 39,4 milhões já foram desembolsados.