A campanha de vacinação contra a febre aftosa em Mato Grosso do Sul será lançada nesta terça-feira (2) pelo governador Reinaldo Azambuja. O ato de lançamento acontece na sede oficial do Circuito de Laço Comprido (CLC) – localizado na  margem direta da MS 010 – Km 2, próximo à Universidade Católica Dom Bosco (UCDB ), com a presença de representantes do setor produtivo, além de lideranças politicas.

Com o slogan “Vacinação garante bons lucros”, a campanha pretende imunizar mais de 20 milhões de animais em todo o Estado, que possui o quarto maior rebanho do País.

Tendo completado, em 2017, doze anos desde o último foco de febre aftosa, Mato Grosso do Sul caminha a passos largos para a mudança de status, resultado da excelência dos serviços da Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) em consonância com o trabalho realizado pelos pecuaristas que há anos tem tomado medidas sanitárias adequadas e colaborado com as ações do Governo.

Em novembro de 2016, na segunda etapa de vacinação contra a febre aftosa em Mato Grosso do Sul, foram vacinados 9.341.401 bovinos e bubalinos, o que corresponde a 99,47% do rebanho envolvido naquela etapa (9.390.820 milhões).

Mesmo com um consumidor cada vez mais exigente e regras cada vez mais rígidas, o diretor presidente da Iagro, Luciano Chiochetta, afirma que Mato Grosso do Sul está seguro e acompanha os demais Estados com condições reais para uma possível mudança de status.

 Vacinação

Com exceção do rebanho da região do Pantanal – onde os proprietários podem fazer opção por realizar a vacinação em apenas uma das duas etapas, maio ou outubro – todos os animais devem receber a dose da vacina no Estado, que só podem ser adquiridas durante o período estipulado no calendário. A agência mantém veterinários em todos os municípios e disponibiliza também aos produtores o disque-aftosa – 0800 679120 – para esclarecer dúvidas e oferecer orientações.

Região de Fronteira e Planalto

Para os produtores da Região de Fronteira a liberação do sistema para comercialização das revendas teve início em 28 de abril, e se estende até 31 de maio podendo o registro ser realizado de 1º de maio a 19 de junho.

Região do Pantanal

Para os produtores da Região do Pantanal a liberação do sistema para comercialização das revendas teve início em 28 de abril, e a compra e aplicação de 1º de maio a 15 de junho podendo o registro ser realizado de 1º de maio a 30 de junho.

RegiãoPeríodo deVacinaçãoPeríodo paraRegistroPedido de Antecipação a partir de
Fronteira01/05 a 31/0501/05 a 19/0615/04
Planalto01/05 a 31/0501/05 a 19/0615/04
Pantanal (optantes/Maio)01/05 a 15/0601/05 a 30/0615/04

Ainda segundo o diretor presidente, os animais destinados ao abate poderão transitar sem a vacina da etapa vigente até o registro do CT-13 da propriedade. Após este prazo todos os animais deverão estar vacinados.