Geraldo articula R$ 6 milhões para projeto de revitalização da Usina Velha

-

Mesmo tombada, a Usina Velha de Dourados está abandonada e ameaçada de desabamento. Foto: Divulgação
Mesmo tombada, a Usina Velha de Dourados está abandonada e ameaçada de desabamento. Foto: Divulgação

O deputado federal Geraldo Resende (PMDB) está articulando, junto ao Ministério do Turismo, o empenho de R$ 3 milhões, que serão destinados à revitalização da Usina Velha de Dourados. O parlamentar já tem o compromisso do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) de acrescentar contrapartida de igual valor, totalizando R$ 6 milhões para o projeto.

Na primeira quinzena deste mês o deputado manteve audiência com o ministro Henrique Eduardo Alves para tratar do assunto e obteve dele o compromisso de disponibilizar o valor de R$ 3 milhões, o qual deve ser cadastrado tão logo seja disponibilizado o programa no Portal de Convênios do Governo Federal (SICON) seja disponibilizado.

No encontro, Geraldo Resende explicou que o ex-ministro da Pasta Vinicius Lages já havia assumido o compromisso de fazer o repasse, tendo em vista as justificativas apresentadas na ocasião. Segundo o deputado, a administração municipal de Dourados se comprometeu em elaborar os projetos executivo e complementares, cabendo ao parlamentar as gestões políticas necessárias para viabilizar os recursos em Brasília.

Importância

Segundo Geraldo Resende a revitalização da Usina Filinto Muller (mais conhecida como Usina Velha) é uma reivindicação dos setores artísticos e culturais de Dourados, uma vez que o espaço foi tombado como patrimônio histórico e cultural em 1991. Apesar dessa providência legal, o prédio encontra-se bastante deteriorado e ameaçado de desabar.

“Um dos grandes anseios da população de Dourados é a recuperação da Usina Velha. Este é um de nossos cartões postais, tem potencial para atrair turistas e é um registro de nossa história, mas está em ruínas. Estamos trabalhando na viabilização dos recursos e já temos o apoio do governo do Estado”, explica Geraldo.

Segundo o deputado, o tombamento da Usina Velha ocorreu com o objetivo de que viesse a ser um local de lazer, arte e cultura para o município, além de abrigar o Museu Histórico de Dourados. A usina termoelétrica foi construída em 1943 e veio a funcionar, de fato, em 1949, sendo desativada em 1951.

plugins premium WordPress