No Dia Mundial de Luta contra a Aids, Dourados terá ação informativa na Praça Antônio João

-

Evento tem a proposta de conscientizar população sobre a importância da prevenção e combate às DSTs/Aids. (Foto: Ilustração)

Nesta terça-feira (1/12), data que marca o Dia Mundial de Luta contra a Aids, o Programa Municipal de IST, Aids e Hepatites Virais, da Secretaria Municipal de Saúde, realiza a campanha “Fique Sabendo”. A ação acontece das 08h às 17h, na Praça Antonio João.

Conforme a coordenação do Programa, a informação será trabalhada junto aos cidadãos, com distribuição de materiais educativos, preservativos masculino/feminino e gel lubrificante.

Durante todo o dia, testes rápidos de HIV, hepatites virais e sífilis também serão realizados. Para isso, o Programa contará com o apoio do curso de Enfermagem da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) polo de Dourados.

Os protocolos atuais de biossegurança, por conta da pandemia do coronavírus, serão observados durante as atividades.

O Dia Mundial de Luta contra a Aids foi instituído há 32 anos pela Assembleia Geral da ONU e a Organização Mundial de Saúde e contribui para edificar uma ação durável contra a doença.

Em Dourados, a campanha “Fique Sabendo” faz parte de um contexto de planejamento efetuado pelo Programa Municipal de IST, Aids e Hepatites Virais, da Secretaria Municipal de Saúde, ressaltando que diante do constante avanço da contaminação por HIV que vem sendo registrado entre a população existe a necessidade de intensificar ações de prevenção e conscientização à transmissão do vírus HIV.

A coordenação do Programa destaca que embora relacionados, HIV e Aids não são sinônimos. Não há cura para o vírus, mas o tratamento pode evitar que o paciente chegue ao estágio mais avançado de presença do vírus no organismo.

O diagnóstico precoce é fundamental para interromper a cadeia de transmissão do vírus e também para o tratamento. Portanto, o “Dezembro Vermelho”, assim denominado o mês de intensificação das ações de prevenção da Aids tem como objetivo reduzir a mortalidade e prevenir a transmissão do vírus, levando em conta que a finalidade do tratamento é deixar a carga viral suprimida.

VEJA TAMBEM