Comissão de Saúde durante reunião na Câmara de Dourados. (Foto: Assessoria)

A Comissão de Saúde da Câmara de Dourados cobrou melhorias de infraestrutura e mais recursos humanos para garantir o bom trabalho da vigilância em saúde do município, sabendo da importância de ações de prevenção e controle de doenças, bem como a verificação de fatores de risco para impedir a proliferação, por exemplo, do “mosquito da dengue”.

A reunião realizada na quarta-feira (27) com a participação dos Agentes de Combate a Endemias – ACE foi motivada devido a diversas reivindicações, como quanto à falta de estrutura adequada para desenvolvimento de suas atividades “Um setor bem estruturado não há problemas”, lembrou o representante, João Cristaldo. Os profissionais afirmam que uma categoria descaracteriza enfrenta até mesmo resistência de atendimento por parte da população, por isso é preciso, entre outras ações, a uniformização completa e padronizada.

Para além dos Equipamentos de Proteção Individual ou EPIs, eles pedem atenção ao atendimento às comunidades, como a chamada de pelo menos 125 agentes e a utilização de viaturas em boas condições para atender as ocorrências. Os representantes também pedem um olhar especial para a situação da reserva indígena.

O vereador Elias Ishy (PT), presidente da Comissão, enfatizou que realizou uma ação ainda em 2017 para ajudar neste sentido, mas que até o momento não foi atendido. De acordo com a Lei 4.146, a emenda impositiva nº 26/2017 tratava da “aquisição de insumos, material de trabalho, equipamentos de informática e lava rápido para o CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), no valor de R$ 30 mil para o ano de 2018”.

O parlamentar lembra também que desde 2013 solicita à prefeitura a criação do Fundo Municipal de Zoonoses, inclusive apresentando Projeto na Casa de Leis, para colaborar nas ações de prevenção, controle, estruturação e capacitação dos servidores. “Necessitamos de ações concretas, por isso pedimos apoio ao Legislativo e ao Executivo”, ressalta o agente Marco Aurélio.

A Comissão ainda é composta pelos vereadores Daniela Hall e Juarez de Oliveira. Como encaminhamento, nesta semana os vereadores irão visitar o CCZ e a secretaria, abrindo diálogo com a prefeitura com objetivo de atender as demandas da categoria.