‘Cozinha Experimental’ volta a realizar cursos após dois anos

-

Após mais de dois anos sem poder ser realizada, devido à pandemia da Covid-19, o programa de prevenção “Cozinha Experimental” voltou a acontecer, no Centro de Prevenção em Saúde, na última terça-feira (26). Além do retorno, o evento marcou a comemoração dos 10 anos de existência do programa com um curso presencial que foi transmitido por meio de uma live no Youtube da TV Cassems. Criado em 2012, o programa de prevenção tem o objetivo de despertar nos beneficiários o interesse por uma alimentação saudável, com valores acessíveis e sem perder o sabor, trazendo assim, mais qualidade de vida à população.


Lançada em março de 2012, juntamente com a inauguração do Centro de Prevenção em Saúde, em Campo Grande, o programa de prevenção “Cozinha Experimental” já realizou mais de 150 cursos e atendeu mais de 2 mil beneficiários. Inicialmente, o programa possuía uma concepção mais formal, um pouco diferente do que tornou-se hoje. Além de apresentar alternativas diferenciadas para uma alimentação mais saudável, os encontros buscavam superar a ideia de que a culinária nutritiva não poderia estar alinhada com preços acessíveis, sabores e tradicionalidade. 


O sucesso foi tão grande que os cursos se estenderam para Dourados e as aulas resultaram em um caderno de receitas para mostrar que, sim, a cozinha também é lugar de prevenção em saúde. A nutricionista e coordenadora da “Cozinha Experimental”, Melissa de Andrade, conta qual é a sensação de voltar a realizar os cursos, após mais de dois anos.


“Hoje me perguntaram o que eu estava sentindo com o retorno dos cursos e eu falei que nem tinha parado ainda para entender o que eu estava sentindo, porque eu queria viver o momento para saber o que eu estava sentindo. Agora, eu posso dizer que o que sinto ultrapassa a alegria, porque foram dois anos muito difíceis por conta da pandemia e desse afastamento que a gente teve que fazer. A ‘Cozinha Experimental’ é presencial, é troca, é cheiro, então, demorou muito para voltar, então, poder voltar e ver os rostos dessas pessoas me olhando com interesse e vontade de aprender, me deixa extremamente feliz e grata, porque, depois de tudo que passamos, poder estar aqui fazendo uma coisa que eu gosto e que me dá muito prazer. Estou completamente realizada em poder estar aqui em contato com essas pessoas. Eu poderia ter feito os cursos on-line, mas o que me dá prazer é essa troca que eu tenho com eles, é o que me motiva”.


A diretora de Assistência em Saúde da Cassems, Maria Auxiliadora Budib, salienta como a alimentação é importante para a saúde das pessoas, como um todo. “Hoje, olhando os nossos beneficiários chegando, é motivo para celebrar esse retorno com alegria, com muito afeto e amor. Como diz a premissa de Hipócrates: ‘o alimento é o seu melhor remédio ou o seu principal veneno’. O programa traz para a casa das pessoas qualidade real e essa é a saúde que a gente acredita”.


Marinez Mendes da Silva Rocha, beneficiária da Cassems, avalia como positiva a sua participação na cozinha e promete voltar para conferir outros cursos. “Eu achei muito interessante ela explicando, mostrando e ensinado tudo ao vivo. Gostei também da ideia porque vi muito senhores e senhoras que saem de casa para aprender uma comidinha. Particularmente, eu estou buscando mais experiência porque eu estou terminando uma faculdade de gastronomia. Vou participar de todos os cursos”.
De acordo com a coordenadora do Centro de Prevenção, Maria Helena Jeha, as atividades no local estão voltando, aos poucos, e a imensa participação dos beneficiários nos cursos mostra a satisfação dos usuários do espaço. “Estou sentindo uma alegria muito grande, além da emoção, porque não esperava esse aconchego tão bonito de hoje. O Centro de Prevenção voltou a funcionar em dezembro, gradativamente, e os frequentadores estão muito felizes”.


Segundo a coordenadora do Programa de Nutrição (Pronutri) da Caixa dos Servidores, Eliana Aguiar, a volta dos cursos da “Cozinha Experimental” é motivo para comemorar, principalmente após as dificuldades dos dois últimos anos. “Hoje é um dia feliz, de celebração, que traz à memória muitas lutas que a gente passou, muitas tristezas, mas hoje é um dia de celebrar, de se alegrar e de trazer novos ares, novas receitas e novas perspectivas para os beneficiários Cassems”.


Para o beneficiário Ademir Lauriano da Silva, “é tão bom participar da ‘Cozinha Experimental’, a gente aprende tanta coisa. Para gente que tem problema de saúde, como diabetes e pressão alta, a comida é toda balanceada, muito bem explicado. É uma delícia, um sabor imenso. Nós estávamos com saudade e aprendi muito”.


O presidente da Cassems, Ricardo Ayache, destaca que, nesses 10 de existência, a “Cozinha Experimental” tem um papel importante na reeducação dos servidores públicos de Mato Grosso do Sul.


“São muitas memórias, muitas emoções que vem à tona num momento como esse. É com grande alegria e emoção que a gente retoma uma atividade que é muito querida por todos os beneficiários. A ‘Cozinha Experimental’ tem um papel muito importante que é nos reeducar em relação à alimentação, sobretudo, promover uma saúde melhor para todo mundo, por meio de uma alimentação saudável. Um dos objetivos da cozinha é mostrar como isso pode ser alcançado com comidas de sabor muito agradável, com um custo bastante acessível para todos”.