Circula Dançurbana chega a Dourados com apresentações e oficina gratuitas

-

A terceira edição do projeto Circula Dançurbana, que oferece espetáculos e oficinas voltados para o público infantil, chega a Dourados no final deste mês. No dia 28 de abril, escolas municipais vão receber as apresentações de dança e no dia 29 é a vez de professores e arte-educadores poderem participar da oficina na UFGD.

Idealizado pela Cia Dançurbana, o projeto tem como objetivo oportunizar que crianças e pessoas que atuam com o público infantil, como professores, arte-educadores, tutores, pais e mães, usufruam de um conjunto de ações que priorizam encontros interativos e transformadores, buscando contribuir no desenvolvimento sociocultural das crianças.

FORMAÇÃO

A oficina com o tema “Que dança se dança na escola?” pretende gerar diálogos entre a linguagem da dança, o contexto em que ela está sendo aprendida/ensinada e a diversidade de relações geradas pelos atores envolvidos, propondo experimentos, jogos e exercícios práticos para que se possa acrescentar possibilidades de experienciar a arte, o corpo, o tempo e o espaço contemporâneo no ambiente escolar.

A ação formativa acontecerá na quadra de esportes da Unidade 1 da UFGD e terá duração de 4 horas, com uma turma no período matutino, das 8h às 12h, e a outra no vespertino, das 14h às 18h. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSf1xgTDrnh6oPsc_w5_zsv0bOnKVv-VWE08SWj3BMB1G7U0HQ/viewform. Serão disponibilizadas 25 vagas por turma e haverá emissão de certificado digital.

APRESENTAÇÕES

O espetáculo “K-ZUU” (nomeado em referência ao instrumento musical kazoo, a onomatopeia que sugere o som de alguns insetos e a imagem do casulo invólucro que protege alguns seres em processos de transformação) se inspira na imagem da metamorfose de uma lagarta para criar um ambiente referenciado pelo próprio ciclo da criança: o desenvolvimento do ser, unidade onde o que é físico, anímico e espiritual se misturam. Criado para crianças entre 0 e 7 anos. Será exibido na Escola Municipal Clarice Bastos Rosa.

Já o “R.U.I.A – Realidade Ultrassônica de Invasão Aleatória” é um espetáculo que reformula o recrear e lança mão de estímulos e objetos que são ressignificados e reinventados para propor um ecossistema habitado por criaturas mimológicas, brincadeiras e jogos da infância. Voltada para crianças entre 7 e 14 anos, a apresentação acontecerá na Escola Municipal Indígena Ramão Martins.

SOBRE A CIA

A Cia Dançurbana existe há 20 anos no Mato Grosso do Sul produzindo, pensando e promovendo ações em dança. São 17 espetáculos estreados e, além de Campo Grande e cidades do interior do Estado, 54 cidades do país percorridas ao longo de todos esses anos de trabalho. Hoje, o grupo atua articulando ações em rede, ou seja, trabalhando de modo colaborativo com grupos, coletivos, instituições, artistas e trabalhadores da área na promoção e valorização da arte e cultura. As atividades mesclam pesquisa, criação, apresentações, intercâmbios culturais, qualificação profissional, e principalmente ações de inclusão sociocultural com comunidades. Acompanhe a Dançurbana pelo site https://www.dancurbana.com.br/ ou pelo Instagram @ciadancurbana.

Essa é a terceira edição do projeto Circula Dançurbana, aprovado via Lei de Incentivo à Cultura no ano de 2019 e liberado para sua execução no ano de 2022. Em Dourados, a iniciativa tem apoio da Universidade Federal da Grande Dourados por meio da Pró-reitoria de Extensão e Cultura e sua Coordenadoria de Cultura (UFGD/PROEX/COC).

Mais informações podem ser obtidas com o coordenador e diretor-geral Marcos Mattos, pelo telefone (67) 99238-2829 ou pelo e-mail [email protected].

Jornalismo ACS/UFGD