O maior centro do tradicionalismo gaúcho do Estado de Mato Grosso do Sul elegeu recentemente uma mulher para comandar o CTG – Querência do Sul. O fato é inédito, pois desde que foi fundado o CTG essa é a primeira vez que uma Patroa vai comandar o Centro de Tradições Gaúchas da segunda maior cidade do Mato Grosso do Sul.

Eleita por unanimidade, Rosane Elizete Pederiva, terá uma gestão de 2 anos. Ela é filha de um dos fundadores do CTG e atua como uma grande tradicionalista dos costumes gauchesco, sendo atualmente a primeira prenda veterana do Estado de MS.

Nesse ano, o CTG Querência do Sul comemorou 41 anos de atividades. O maior centro do tradicionalismo gaúcho de MS foi fundado em 1978 por um grupo de 50 participantes que se reuniram na Casarim Agrícola, empresa que fornecia insumos, sementes e implementos aos milhares de gaúchos que desbravaram os campos férteis da Grande Dourados.

PIONEIROS

Durante esse período até então, grande nomes de origem gaúcha fizeram parte desse importante Centro que resgatou e preservou até os dias de hoje as tradições gaúchas, suas danças, músicas, comidas e vestimentas.

Alguns dessas pessoas foram inclusive homenageada recentemente pela Câmera Municipal de Dourados. Antônio Aliatti; Asta Johan Braun; Avelino Jose Baldasso; Cirilo João Ody (in memoriam); Cláudio Roberto Xavier Engler (in memoriam) e Mosa Xavier (esposa); Edemar José Rossato; Edio Neuls; Erminio Guedes dos Santos; Maria Izabel Lorenzoni; Neri Pederiva (in memoriam); Paulo Eberhard (in memoriam); Romeu Aldino Seibt; Sidônia Kommers; Sonia Maria Frantz; Zone Uhde.