A iniciativa é nacional e acontecerá em 10 estados, com lançamento em Brasília. (Foto: Divulgação)

Enquanto a peste suína impacta as granjas na Ásia, no Brasil se torna iminente debater sobre sanidade animal e biosseguridade. Para capacitar produtores de suínos, médicos veterinários e profissionais do setor, acontece no dia 13 de agosto o Workshop sobre prevenção e controle da Peste suína africana e Clássica, em Dourados.

A iniciativa é da ABCS (Associação Brasileira dos Criadores de Suínos) e será lançada no dia 14 de agosto, na sede da CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), em Brasília. Os workshops serão realizados em mais de 10 estados e serão ministrados pela especialista em epidemiologia das doenças infecciosas, a doutora em medicina veterinária Masaio Ishizuka.

Em Mato Grosso do Sul o encontro é realizado também pela Asumas (Associação sul-matogrossense de Suinocultores), a Abraves MS (Associação de Médicos Veterinários Especialistas em Suínos) e o Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural). A programação intensa inclui palestras técnicas das 8h às 18h, no Sindicato Rural de Dourados.

Os debates fazem parte de um esforço envolvendo entidades representativas, Governo Federal e iniciativa privada, para controlar e mitigar os fatores de risco na entrada de doenças. Presidente da Asumas, Alessandro Boigues, afirma que é necessário que toda a cadeia da suinocultura esteja atuando com o mesmo objetivo, de proteger a produção local. “Temos que nos resguardar e nos preparar, voltar os olhos para dentro é necessário”.

Carlos Carrijo, presidente da Abraves, MS afirma que no momento de ameaças, elevar o debate é essencial. “É importante um encontro que leve informações atuais em um debate de alto nível, aos participantes”, afirma.