Trabalhador douradense teve que destinar mais do seu salário para a compra dos alimentos.(Foto: Arquivo)

O Procon (Programa Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor), órgão ligado a Prefeitura de Dourados, realizou pesquisa de preços dos produtos que compõem a cesta básica. Em relação aos valores levantados em junho pelo órgão, a cesta básica apresentou queda de 0,38% no valor global dos produtos.

Foram colhidos preços para o relatório em 12 estabelecimentos da cidade, durante a quinta-feira (02).

Nesta pesquisa, foram coletados preços de 29 (vinte e nove) itens, sendo considerados para levantamento produtos pré-definidos. Os itens estão sendo divulgados nesta pesquisa (em anexo).

Os produtos apresentaram variação significativa de um estabelecimento para outro. A batata kg, por exemplo, apresentou diferença de 145,73% entre o menor e o maior preço. O extrato de tomate 350 ml teve diferença de 332,22% entre o menor e o maior preço. A goiabada 600gr teve diferença de 322,09%. O sal kg teve diferença de 151,90%. Já a carne bovina de segunda kg apresentou diferença de 85,97%.

Foram encontrados 14 produtos com diferença superior a 100% entre os estabelecimentos com menor preço para o maior, como, por exemplo, sabão em pó, margarina, sabonete, erva Mate Tereré e o papel higiênico.

A diferença do estabelecimento com menor preço e o de maior preço nesta pesquisa é de 31,9%.

A direção do órgão destaca que o consumidor deve ficar atento às especificações contidas na embalagem como prazo de validade, composição e peso líquido do produto e avaliar os preços para conseguir economia.

O telefone do Procon para mais informações é: 3411-7754 ou 151.