Procon/MS recebe denúncias e autua supermercado da Capital

-

Produtos de origem animal sem informações necessárias ao consumidor, 59 quilos e 390 gramas de carne bovina, aproximadamente 13 quilos de bucho e 1,850 quilos de  mocotó e 25 peças de queijo caipira sem quaisquer informações como procedência,  data de processamento e data validade.

Essas foram apenas algumas das irregularidades denunciadas pelo consumidor e confirmadas pelas equipes de fiscalização do Procon/MS, em um supermercado da Capital.

Marcelo Salomão, superintendente do órgão contou que foi expedido auto de infração que posteriormente poderá se transformado em multa. Ele ainda explicou que a reincidência pode aumentar a multa.

Ainda no mesmo estabelecimento foram encontrados 33 unidades de  biscoitos diversos,  16 pacotes de temperos,  mistura para bolo, creme de leite, farináceos,  geleia de mocotó shampoo, todos com prazo de validade vencido.

No local foram encontrados, também , produtos impróprios para o consumo por aparentarem deterioração e presença de  parasitas como é o caso de  três vidros de  palmito em conserva e farinha de rosca.

VEJA TAMBEM