Alan Guedes ignora mediação do TJ-MS e manda à Câmara projeto que reajusta salário da educação

-

O prefeito Alan Guedes encaminhou, na manhã de hoje, 25 de abril, o Projeto de Lei Complementar 06/2022 que reajusta os salários das servidoras e servidores públicos da cidade de Dourados, incluindo a remuneração do grupo administrativo educacional e do magistério.

A ação foge da expectativa dos educadores e educadoras e cria novamente grande revolta na categoria, pois as tratativas, já judicializadas, aguardavam reunião de mediação judicial do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, marcada para 29 de abril (sexta-feira), com presença dos representantes do judiciário, sindicato e Município de Dourados.

Em ação imediata, os trabalhadores e trabalhadoras da educação estão convocados para se fazerem presentes na sessão da Câmara Municipal de Dourados hoje (segunda-feira (25 de abril), às 15 horas, com objetivo manifestar indignação pela forma de tratamento que a atual gestão dispõe aos educadores e educadoras, tendo em vista que ainda há pautas para serem tratadas com executivo.

O projeto de lei do prefeito não contempla as demandas da categoria e a contraproposta dos profissionais da educação retiradas em assembleia no SIMTED Dourados e protocoladas junto à administração municipal.

Pela segunda vez, o executivo, sem debater com a categoria, encaminha projeto de lei que altera a remuneração dos trabalhadores e trabalhadoras sem atender as reais necessidades e o direito à valorização garantidos por lei.