Consultor do MEC, André Reichert, e equipe da Educação Especial durante visita à Reserva Indígena de Dourados. (Fotos – Semed/Divulgação)

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) está analisando a proposta feita pelo Ministério da Educação (MEC) para a criação de uma escola bilíngue para alunos surdos em Dourados.

A proposta foi feita pelo consultor de educação bilíngue do MEC André Reichert, durante reunião com o secretário de Educação Upiran Gonçalves na sexta-feira (2).

Participaram da reunião a equipe do Núcleo de Educação Especial da Semed, coordenado pela professora Wanda Regina Calabretta Staut; os professores Aurélio Alencar, Adriana Zaira Lorenzoni e Eliandra Carolo Raidan, do Serviço de Apoio e Orientação para Alunos Surdos; a professora da UFMS, Shirley Vilhalva e Suliane Aguirre professora de Libras da UFMS.

Wanda afirmou que os 37 alunos surdos da Rede Municipal já são atendidos com intérpretes de Libras, recebendo atendimento especializado em 25 escolas e um centro de educação infantil. Na reunião, segundo a professora Wanda, foram discutidas as formas de organização dos serviços para alunos surdos.

O consultor do MEC ressaltou a necessidade de se criar polos num primeiro momento para posteriormente instituir uma escola bilíngue no município. A equipe do Núcleo de Educação Especial analisa que a implantação desta escola exige respeito às identidades locais, considerando a existência de alunos surdos nas escolas indígenas de três etnias e a viabilização de recursos. “Para se pensar nesta implantação são necessários recursos financeiros, materiais e humanos”, disse Wanda Staut.

Ainda na sexta-feira o consultor do MEC, juntamente com a equipe do Núcleo de Educação Especial, visitou a Escola Indígena Francisco Meireles para conhecer o trabalho realizado na instituição. Nesta escola os alunos têm acesso às línguas portuguesa, de sinais e as línguas maternas.

O secretário Upiran Gonçalves destacou a importância da visita do consultor do MEC e disse que dará todo o apoio para elaboração de projeto para a possível implantação da Escola Bilingue para Surdos.

André Reichert, na sexta-feira, também esteve no gabinete da prefeita Délia Razuk, elogiou o trabalho realizado pela Secretaria de Educação com a Educação em Libras (Língua Brasileira de Sinais).