Na próxima semana, o SIMTED participa de uma reunião com o MPE para tratar da situação de vulnerabilidade das crianças atendidas nos Ceims (fotos: SIMTED Dourados)

Trabalhadores em educação dos Centros de Educação Infantil de Dourados (MS), reunidos em assembleia no SIMTED, na manhã de ontem (11), decidiram paralisar as atividades no próximo dia 17 de fevereiro, pela falta de grupo de apoio para atendimento às crianças.

A categoria decidiu paralisar totalmente as atividades na segunda-feira (17), em protesto contra a falta de auxiliares para atuarem em sala juntamente com professoras da educação infantil.

Os profissionais também deliberaram que, a partir de terça-feira (18), vão realizar paralisação parcial, de acordo com a demanda de cada unidade de ensino e para evitar riscos aos alunos e falta de condições de trabalho às docentes.

Os educadores entendem que há necessidade de concurso público para grupo de apoio à educação infantil, já que a demanda de auxiliares é de cerca de 700 profissionais.

Na última quinta-feira (6), o SIMTED Dourados protocolou ofício no Ministério Público Estadual, denunciando a falta de condições de trabalho nos Ceims do município de Dourados.

A Deliberação n. 080/2014 do Conselho Municipal de Educação recomenda que “em qualquer faixa etária as funções de educar e cuidar deverão ser exercidas pelo professor, acompanhado por um auxiliar em período integral”.

No dia 19 de fevereiro, o SIMTED participa de uma reunião na 17° Promotoria de Justiça dos Direitos Humanos, Idoso, Pessoas com Deficiência da Infância e da Juventude da Comarca de Dourados para tratar da situação de vulnerabilidade das crianças nos Ceims do município.