UNIGRAN realiza 3º Hackathon e traz a temática Agro para os acadêmicos

-

A maratona durou três dias, em que os acadêmicos precisaram solucionar um “problema” da área

A Aceleradora Inova UNIGRAN realizou, nos dias 27, 28 e 29 de maio, o 3º Hackathon. Neste ano, denominado Hacka Agro, o evento propôs uma solução, através do desenvolvimento de software, voltado para um “problema” no mercado do agronegócio.

A diretora da Aceleradora, Simone Nihues, explicou que o Hackathon é um evento de competição de projetos inovadores e tecnológicos, com o objetivo de solucionar um dilema. “É um evento importante, porque aproxima os acadêmicos de uma nova realidade que é o mundo de desenvolvimento de startup”, comentou.

“Este ano o tema foi voltado para o agro porque sabemos que a economia da nossa região depende, principalmente, do agronegócio, assim, trazer soluções para problemas enfrentados por esse público, é de suma importância, em especial quando desenvolvido dentro da universidade”, explicou a diretora.

Mesmo sem realizar o evento há dois anos, o Hacka Agro teve 100% das vagas preenchidas, com feedback positivo dos acadêmicos. “Muitos, inclusive, já esperam o próximo evento”, afirmou Simone.

Na abertura do evento, o bacharel em Ciências Agronômicas e PhD em Tecnologia de Sementes, Vitor Mondo, ministrou palestra com o tema ‘Inovação no Agronegócio’, para preparar os acadêmicos para a maratona.

“O objetivo do nosso papo foi dar uma visão geral do cenário de mudanças constantes que vivemos, a grandiosidade do país que vivemos e o quão diverso é o nosso agro, de norte a sul, de leste a oeste, com todas as suas diferentes faces”, relatou.

Ele ainda assegurou que é “importante trazer nossos empreendedores para compreensão que um mundo complexo é um mundo cheio de problemas para serem resolvidos, o que é o insumo principal para a atuação desses jovens que ali estavam participando”.

No fim do Hacka Agro, a equipe vencedora foi a Marrom – MS Log. Ela apresentou um aplicativo com a finalidade de mapear pontos de apoio existentes e relevo da pista, de um determinado trajeto, com o objetivo de auxiliar e facilitar a vida de motoristas que transportam cargas e também de viajantes comuns.

“Eles podem ter acesso a informações detalhadas quanto ao relevo da pista e os pontos de parada, como pontos de abastecimento ativos, hoteis, auxílio mecânico e elétrico, auxiliando assim, a tomada de decisão quanto à rota mais adequada, tanto para quem está viajando a trabalho quanto a passeio”, comentou o líder da equipe, Cauan Cordeiro Santana, acadêmico de Engenharia de Software da UNIGRAN.

O abastecimento do aplicativo seria realizado pelos usuários, através de avaliações e “stories” em tempo real, formando “uma corrente de solidariedade entre os membros” e ainda, recebendo cashback pelas informações prestadas.

Mesmo com o curto espaço de tempo entre o início do evento e a entrega dos resultados, a equipe vencedora enalteceu o trabalho em conjunto realizado. “Houve muito diálogo, muita troca de informação, muita divisão de trabalhos e, quando alguém precisava

descansar, os outros estavam lá para apoiá-lo e para ficarem de vigia dando continuidade aos trabalhos”, esclareceu Cauan.

“Foi uma experiência incrivelmente positiva para nossas carreiras, pois há desafios ainda não explorados e oportunidades não vistas que forçarão a equipe a se desenvolver e se tornar profissionais cada vez mais completos”, apontou o líder da equipe.

A MS Log – Equipe Marrom é composta pelos acadêmicos da UNIGRAN: Samara Meert – Agronomia, Leandro Assola – Agronomia, Lucas dos Santos Antunes – Engenharia de Software, Bruno Villasanti Jordão – Publicidade e Propaganda, Edson Odair Figueiredo – Agronomia e Cauan Cordeiro Santana – Engenharia de Software.

O 3º Hackathon teve 100% das vagas preenchidas. (Foto: Divulgação)