Atlético abre dois, mas Palmeiras busca empate no Mineirão pela Libertadores

-

Quatro gols, empate e muita emoção no jogo que abriu o confronto entre Atlético Mineiro e Palmeiras pelas quartas de final da Copa Libertadores. Pela rodada de inda, nesta quarta-feira, Galao e Verdão ficaram no 2 a 2 em Belo Horizonte em partida cheia de alternativas. Hulk, no fim do primeiro tempo, e Murilo contra, no início do segundo, colocaram os mineiros na frente, mas Murilo de novo, desta vez a favor, e Danilo, no fim, igualaram o marcador.

Os dois times voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira (10), desta vez no Allianz Parque, em São Paulo. O vencedor avança para a semifinal e joga contra o classificado do confronto entre Athletico Paranaense e Estudientes-ARG, que se enfrentam nesta quinta (11) em Curitiba. Em caso d enovo empate, por qualquer placar, a disputa termina nos pênaltis.

O Jogo

Apoiado pelo Mineirão lotado, o Atlético foi melhor no primeiro tempo. Keno teve duas chances de abrir o placar, mas pecou na finalização. Ademir aproveitou um voleio mal dado de Zaracho, tirou de Weverton, mas acertou o pé da trave. O Palmeiras chegou com perigo uma única vez e marcou, com Piquerez, mas Scarpa estava impedido no início da joga e o lance foi acertadamente invalidado. Na insistência, o Galo abriu o placar no fim. Aos 44 minutos, Jair recebeu na área e foi derrubado por Marcos Rocha. Pênalti que Hulk cobrou com precisão para fazer 1 a 0.

Na volta do segundo tempo, não deu tempo nem de saber se as orientações de Abel Ferreira mudariam o panorama do jogo. Logo aos dois minutos, Keno tabelou com Jair, foi a linha de fundo e, no cruzamento, a bola bateu em Murilo e foi para o gol, ampliando a vantagem atleticana para 2 a 0.

O Palmeiras acordou para o jogo aos 13 minutos. Em cobrança de falta perfeita, Gustavo Scarpa acertou a trave de Everson. Na volta, Murilo compensou o gol contra e mandou para a rede, diminuindo a diferença. Depois o Palmeiras melhorou e não passou mais sustos. O empate poderia ter acontecido aos 37 minutos em mais uma jogada de Scarpa. Pela direita, o camisa 14 cruzou por baixo e Dudu apareceu livre na frente de Everson, mas pegou mal na bola e mandou para fora. Nos acréscimos, porém, o gol saiu. Scarpa cobrou escanteio, Dudu deu um peixinho para fazer assistência perfeita para Danilo, livro na pequena área, desviar e marcar o gol que definiu o placar em 2 a 2.