CBF pode não realizar a Copa Verde neste ano

Competição regional voltaria em 2023, agora no primeiro semestre

-

A Copa Verde 2022 pode não ser disputada. A competição que reúne clubes das regiões Centro-Oeste, Norte e do Espírito Santo está prevista para o último trimestre, mas o calendário tumultuado com a realização da Copa do Mundo pode fazer a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) repensar a realização do torneio regional. A informação é do blog Drible de Corpo, do Correio Braziliense, editado pelo jornalista Marcos Paulo Lima.

De acordo com a publicação, a intenção da CBF não é acabar com a competição, mas pular a edição deste ano e retornar na próxima temporada. A decisão já teria sido tomada e, se não for confirmada, aconteceria por pressão dos clubes participantes.

Haveria, inclusive, um estudo em andamento para dar um novo formato ao torneio. O novo departamento técnico da CBF avalia dar um passo atrás neste ano para avançar dois em 2023. O desejo da cúpula é retomar a Copa Verde paralelamente à Copa do Nordeste — e não mais no segundo semestre, como nas últimas três edições e dar mais visibilidade à competição.

Quem disputa

A Copa Verde reúne 24 clubes do Acre, Amazonas, Distrito Federal, Espírito Santo, Mato Grosso, Pará, Roraima, Amapá, Goiás, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Tocantins.

Caso a decisão seja mesmo concretizada, resta saber como a CBF vai organizar os times participantes: com os já classificados para a edição 2022 ou com os que já garantiram vaga na edição 2023? Os representantes de Mato Grosso do Sul na Copa Verde deste ano são Costa Rica EC e Dourados AC, campeão e vice do Estadual 2021. Para o ano que vem, as vagas são de Operário FC e CE Naviraiense, finalistas da edição do Estadual 2022.