Dupla douradense do Sete classifica como “maior final” da carreira

-

Thiaguinho Mattos foi titular no primeiro jogo da final do Estadual. (Foto: Rafael Coca/MS em Foco)
Thiaguinho Mattos foi titular no primeiro jogo da final do Estadual. (Foto: Rafael Coca/MS em Foco)

No domingo, o Sete abriu as finais do Campeonato Estadual diante do Comercial com vitória por 2 a 1 no Douradão. Pela primeira vez titulares juntos, os meias Thiaguinho Mattos e Mário Lúcio escreviam suas histórias no time de sua cidade natal. Embora tenham disputados várias competições em grandes centros do futebol, inclusive no exterior, ambos classificaram a chance de ganhar um título com o Sete como diferenciada.

Camisa 10 e um dos destaques da final, Thiaguinho Mattos lembrou que saiu muito jovem de Dourados e não pensou duas vezes quando teve o convite para disputar a competição pelo Sete.

“Eu saí de casa com 13 anos e rodei o país inteiro em diversos clubes entre diversas situações. Tive uma experiência no exterior (na Alemanha) onde o futebol ultrapassou o Brasil em vários aspectos. Voltar a Dourados depois dessas experiências dentro do futebol é muito gratificante para mim e um desafio enorme. Quando fechei contrato com o Sete o meu desafio particular começou ali, dentro da “minha casa” e com a “minha torcida”. Eu não podia decepcionar a população da cidade que não tinha alegrias dentro do futebol há anos”, disse o meia que completou dizendo querer deixar seu nome gravado no futebol douradense.

“A oportunidade de defender a camisa do Sete de Setembro veio não para somar mais um clube na minha carreira e sim deixar gravado na história de um clube, de uma cidade e na minha história como atleta. No próximo domingo estarei vivenciando a uma final inédita tanto para mim quanto para o Sete e estar ao lado de todos meus companheiros que desde o início me apoiaram principalmente quando fiquei de fora é muito significante”, revelou.

Para ele, a campanha até o momento é um resultado de um planejamento e o trabalho de muitos profissionais. “O sucesso do Sete em estar na final é o envolvimento de todos os funcionários e a união do elenco. Nessa final inédita pode ter certeza que todos que estarão dentro de campo irão dar o máximo de si para trazer esse título para Dourados”, finalizou.

Já Mário Lúcio, também conhecido como Marinho, falou da importância da final do Estadual em sua carreira.

“Na verdade, uma final todos querem disputar e nós temos o privilégio de disputar mais uma agora. Mas para mim – que já disputei final sub 20 paulista, Série B em 2009 pelo Guarani – essa de domingo é a mais importante. Somos da cidade e isso tem um peso muito grande. Vamos trazer esse título para Dourados para gente continuar fazendo história”, disse Mário Lúcio que aproveitou para falar do confronto decisivo contra o Comercial.

“Nós provamos para nosso torcedor que temos chance sim de ser campeões lá dentro das Moreninhas. Não podemos errar. Se nosso time jogar como jogou a primeira final, não perdemos de maneira alguma”, avaliou o meia que finalizou dizendo sobre o elenco do Sete de Dourados. “Eu só queria dizer uma coisa. O Sete de Setembro tem um grupo de jogadores fantástico, um elenco que nenhum clube que passei existia, então, isso dentro de campo vai fazer a diferença e vamos sair vitoriosos”, afirmou.

O Sete treina nesta quinta e sexta-feira no CT em Dourados e viaja para Campo Grande no sábado. O jogo decisivo acontece no domingo às 15h no estádio Jacques da Luz. O time douradense fica com o título se conquistar pelo menos um empate.

Mário Lúcio foi titular no primeiro jogo da final do Estadual. (Foto: Rafael Coca/MS em Foco)
Mário Lúcio foi titular no primeiro jogo da final do Estadual. (Foto: Rafael Coca/MS em Foco)
plugins premium WordPress