Foto – Divulgação

Quatro policias militares de Mato Grosso do Sul concluíram o 4° Curso Básico de Equoterapia, no Regimento de Polícia Montada – Polícia Militar do Paraná. A Equoterapia é um método terapêutico que está fundamentado no movimento tridimensional proporcionado pela andadura do cavalo e da sua prática são esperados ganhos nas áreas motora, afetiva, emocional, cognitiva, linguagem e social e proporciona aos praticantes melhores condições de enfrentamento em suas respectivas patologias, além de promover a inserção social.

O curso teve duração de 52 horas, com aulas nas mais variadas áreas incluindo: Trato com o cavalo, manejo e higiene; O cavalo ideal para a equoterapia; Equitação básica para equoterapia; O terapeuta ocupacional na equoterapia; O psicólogo na equoterapia, O fonoaudiólogo na equoterapia; O educador físico na equoterapia; Procedimentos de segurança na equoterapia, entre outras.A Equoterapia está diretamente voltada para a hipoterapia, educação e reeducação, pré-esporte e esporte e tem como objetivo demonstrar que o cavalo produz estímulo sensório-motores favoráveis aos ajustes biomecânicos e tônicos do praticante.

Atualmente, em Campo Grande, são atendidos 132 praticantes ativos que realizam uma sessão semanal, porém, existe uma fila de espera para atendimento uma vez que a capacidade de atendimento é menor do que a demanda,

O Comandante-Geral da PMMS, coronel Waldir Ribeiro Acosta, destaca a importância do desenvolvimento de projetos sociais que atendam a sociedade e a família policial militar, ressaltando que tais iniciativas promovem aproximação do cidadão com a polícia, promovendo confiança e respeito entre os envolvidos, além de parabenizar os policiais que concluíram o 4° Curso Básico de Equoterapia, pela dedicação a essa atividade que exige devotamento constante ao ser humano, com empenho, abnegação e sacrifício.