O assassino disse que escondido no mato, acompanhou toda a movimentação na casa da vítima. (Foto: Léo Veras)

Um caso inusitado aconteceu na tarde desta segunda-feira (9) em Ponta Porã. Menos de 24 horas depois de ter matado um idoso com uma barra de ferro, o assassino ligou para a polícia, confessou o crime e ficou na casa dele esperando os policiais pra prendê-lo.

Marcelo Torres Sanguine de 21 anos, disse que matou ontem a noite Miguel Gonçalves de 85 anos, no bairro São Bernardo II, em Ponta Porã. O motivo do crime é que Torres tinha furtado a moto de Miguel que descobriu e queria a moto de volta. Os dois teriam discutido e armado com uma barra de ferro, ele golpeou o idoso na cabeça e no rosto. Depois do crime Marcelo deixou o local com a moto e disse que não encontrou mais nada de valor no interior do imóvel.

Ainda em depoimento ele disse que trocou a moto em uma boca fumo por cinco porções de crack e como morava perto da casa da vítima voltou para o bairro e se escondeu em uma mata nas proximidades da casa da vítima de onde acompanhou toda a movimentação da polícia e de populares.

Depois que todos foram embora ele teria voltado para a casa dele e arrependido resolveu se entregar para a polícia e assumir o crime. Ele foi autuado em flagrante por latrocínio, ou seja, roubo seguido de morte.