Com várias fraturas, o corpo do piloto foi encontrado muito distante da aeronave. (Foto: Divulgação)

Um helicóptero de matrícula brasileira e supostamente pilotado pelo proprietário, caiu hoje na localidade paraguaia de colônia San Martín, distrito de Itakyry vizinha a Hernandárias ao lado de Cidade Del Leste. A aeronave Robinson 44 II, matrícula PR-MTR, após a queda pegou fogo ou foi incendiada.

O corpo de um homem supostamente proprietário e piloto da aeronave, foi encontrado na região queda com diversas fraturas pelo corpo. Os primeiros indícios é de que o homem tenha sido retirado dos destroços antes do incêndio, arrastado por algum tempo e deixado onde foi encontrado.

Para a polícia paraguaia, com base em documentos encontrados com a vítima, trata-se de Willian Willemann Brandão, de 28 anos, morador em Cianorte no Paraná. Pelos registros da ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil, trata-se do proprietário e operador do helicóptero.

Pilotos experientes ao analisarem as imagens do sinistro, entendem que a aeronave tenha estolado (perdeu sustentação) caindo na vertical perdendo parte da cauda e abrindo os esquis ao bater no chão. Pelo número de fraturas visíveis no corpo, a vítima não teria como sair sozinha da aeronave.

O helicóptero fabricado em 2008, foi comprado por Willemann em 10 de maio deste ano e estava com os certificados de voos em dia de acordo com as autoridades de aviação civil brasileiras.

A Polícia do Paraguai quer saber agora como o corpo de Willian foi parar distante do local da queda ou do pouso forçado da aeronave e quais as circunstâncias do acidente.

Devido ao mal tempo e do péssimo estado das estradas locais os policiais paraguaios só conseguiram chegar nos destroços do helicóptero na manhã desta segunda-feira.