Os corpos foram levados para o morgue de uma faculdade particular para serem analisados.(Foto: Divulgação)

Dois corpos ainda não identificados foram encontrados na tarde deste domingo (7) na localidade de Lorito Picada a cerca de 35 quilômetros de Pedro Juan Caballero e foram levados por homens da Força Tarefa Conjunta (FTC) para uma universidade particular de Pedro Juan onde será analisado pelo médico forense do Ministério Público local.

A primeira informação era de que as duas pessoas tinham sido mortas em confronto de força policiais com membros do Exército do Povo Paraguaio (EPP) um grupo paramilitar que vem promovendo ataques, sequestros e assassinatos contra propriedades rurais no interior do Paraguai.

Em entrevista ao jornal ABC Color, o porta voz da Força Tarefa Conjunta, tenente coronel Luis Apesteguía, disse que receberam a informação de guerrilheiros na região, mas que não chegou a haver confronto entre as forças militares e os guerrilheiros e que os corpos foram localizados depois de denuncias de moradores da região.

Como os corpos estavam em estado de decomposição, o oficial disse que eles podem ter sido feridos em confrontos e abandonados pelos companheiros.  No mês passado o EPP fizeram pelo menos três ataques a propriedades rurais nos departamentos de Amambay e Concepcion.