Os três foram mortos durante ataque de pistoleiros. (Foto: Divulgação)

Pistoleiros continuam agindo sem trégua na fronteira Brasil/Paraguai onde na noite desse sábado (9) e mais três pessoas foram executadas a tiros de fuzil e pistolas, sendo que o ataque deixou mortos diretor de rádio, um engenheiro civil e um adolescente, execuções ocorridas na cidade paraguaia de Zanja Pytã, fronteira com o Brasil.

Foram mortos o paraguaio, Cesar Ortiz Ferreira (40), o “Júlio” diretor da rádio Tupi FM, e os brasileiros Alessandro Nunes Moura, engenheiro civil e o adolescente Gabriel Saracho Moura, de 16 anos. O ataque aconteceu por volta de 21h30, quando as vítimas transitavam pela avenida principal de Zanja Pytã, na divisa com o distrito de Sanga Puitã distante 15 quilômetros de Ponta Porã.

Os três estavam em um veículo Golf preto, com placas EFY-8784 de Ponta Porã, quando foram surpreendidos por pistoleiros que, segundo testemunhas, estavam em uma caminhonete Hilux e dispararam vários tiros de fuzil calibre 7.62 e pistola 9 milímetros. No momento do ataque, os três tentaram escapar saindo do veículo, mas dois foram executados ao lado do carro e o terceiro que tentou se refugiar atrás de uma árvore, também acabou morto.

A Polícia Nacional do Paraguai investiga o caso.