Imagens mostram abordagem feita por policiais do DOF. (Foto: Divulgação)

Familiares de Rodnei Campos dos Santos e Ednei Bruno Ortiz Amorim que estão desaparecidos desde a semana passada acusam policiais do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) de serem os responsáveis pelo fato. Imagens que circulam nas redes sociais mostram os dois sendo abordados por uma guarnição do DOF e depois disso eles não foram mais vistos.

Os dois estavam com um Golf preto, com placas de Campo Grande, que também está desaparecido. A abordagem aconteceu na MS 164 no Posto Fronteira.

Nesta terça-feira (15) os familiares de Rodnei e Ednei procuraram a Polícia Civil de Ponta Porã onde registraram um Boletim de Ocorrência do desaparecimento dos dois.

O caso será investigado pelo Serviço de Investigações Gerais e o delegado Rodolfo Dalton, disse na manhã desta quarta-feira (16) ao MS em Foco que vai receber a advogada contratada pelos familiares em audiência.

O comandante do Departamento de Operações de Fronteira ordenou a abertura de um Inquérito Polícia Militar para investigar o que aconteceu e de que forma ocorreu a abordagem.

Segundo a assessoria do DOF, o coronel Kleber Haddad Lane quer uma ampla investigação do caso e o esclarecimento do caso é uma questão de honra e justiça para a instituição.