Diaz morreu depois de receber mais de 20 tiros de pistola. (Foto:Divulgação)

Um homem que teria ligações com o tráfico de drogas e armas na fronteira e que ostentava em redes sociais uma possível fortuna, foi assassinado na noite de ontem (12) em uma academia de ginástica em Pedro Juan Caballero.

Felipe Ivan Díaz Villalba de 36 anos era conhecido como “Milionário do WhatsApp”, pela forma que exibia seus carros, motos, jóias e até mesmo dinheiro nas redes sociais. No ano passado ele chegou a ser preso pela polícia do Paraguai depois de postas uma imagem onde aparecia sentado em uma cadeira ao lado de uma mesa repleta de dólares.

Segundo o jornal paraguaio ABC Color, Diaz tinha saído recentemente da cadeia e estava malhando em uma academia nas proximidades da casa dele no bairro Mariscal Estigarribia, quando um homem entrou no local e atirou mais de 20 vezes contra ele.

Ivan caiu ao lado da esteira onde estava se exercitando e outros freqüentadores da academia ainda acionaram o resgate, mas quando os socorristas chegaram ele já estava morto.

Policiais informaram que depois da morte de Diaz parentes foram até a residência dele e levaram todos os objetos de valor, carros, motos e documentos que havia no local.

As autoridades paraguaias acreditam que Diaz tenha conseguido ganhar uma fortuna nos últimos anos e que se dedicava ao tráfico de drogas e ao envio de armas de grosso calibre principalmente ao Brasil. Ainda não há suspeito do crime que estaria ligado ao crime organizado na região de fronteira.