Agentes são acusados de facilitar a fuga dos presos. (Foto:Arquivo)

O Juizado Penal de Garantias da 3ª Circunscrição Judicial de Pedro Juan Caballero, decretou no começo da noite desta terça-feira (21), a prisão preventiva de todos os Guardas Penitenciários da Penitenciária Regional daquela cidade. Eles foram responsabilizados criminalmente pela fuga de cerca de 80 detentos na madrugada de domingo.

De acordo com o despacho da juíza Valeriana Ferreira eles serão levados para a própria penitenciária onde trabalhavam e agora passam para a condição de presos. A magistrada não aceitou o pedido da defesa dos acusados de aplicação de penas alternativas. Cerca de 30 pessoas entre agentes penitenciários e diretores do presídio são acusados de facilitar a ação dos marginais ligados ao Primeiro Comando da Capital que fugiram por um túnel de cerca de 70 metros.

Autoridades paraguaias chegaram a afirmar que muitos dos presos saíram mesmo pela porta da frente da penitenciária e que a fuga pode ter custado vários milhões de dólares. Dos cerca de 80 presos que fugiram apenas 5 foram capturados até agora.