Vários acampamentos de traficantes foram destruídos. (Foto: Divulgação)

O Brasil e o Paraguai seguem com o compromisso de ações conjuntas no combate às fontes de financiamento e produção de drogas. Operações aéreas e terrestres estão em andamento na região de Capitan Bado, através da Operação Nova Aliança 20, para erradicar os centros de produção e coleta de maconha.

Cadete Boquerón, distrito do Capitan Bado, é o centro das ações com contingente de agentes e membros das forças especiais da SENAD, que estão atuando na destruição das plantações localizadas através de helicópteros da Força Aérea. No primeiro dia, 24 hectares equivalentes a 72 toneladas de maconha foram erradicados.

Entre as montanhas, havia 18 campos prontos para a produção e embalagem do entorpecente. As barracas montadas nos locais abrigavam cerca de 875 quilos de maconha, tudo incinerado na presença do Ministério Público liderado pelo promotor Armando Cantero.

A operação iniciada ontem é apoiada pela Polícia Federal do Brasil e se estenderá por vários dias. Somente no primeiro dia de operação, estima-se que o prejuizo causado ao narcotráfico com a droga e equipamentos tirados de circulação passa dos 2,1 milhões de dólares.

As relações com o esforço operacional também estão sendo seguidas pelas autoridades argentinas que já demonstraram intenção de responder às estruturas de tráfico de drogas na fronteira sul, na mesma linha de trabalho desenvolvida na fronteira Brasil/Paraguaai.