Com cerca de 80 homicídios e centenas de outro crimes violentos somente nos primeiros seis meses deste ano, a cidade de Pedro Juan Caballero é considerada uma das mais violentas do Paraguai. A maioria dos crimes não é solucionada e a presença de organizações criminosas que disputam o controle do tráfico de armas e drogas na região acaba se transformando em pesadelo para a população daquela cidade e também de Ponta Porã no lado brasileiro da fronteira.

Agora as autoridades começam a reagir contra a criminalidade e os policiais estão ganhando um reforço para combater violência. Câmeras de segurança começaram a ser instaladas e uma central de monitoramento será montado para acompanham em tempo real a movimentação em boa parte do centro comercial e em alguns bairros.

Recentemente o vice-ministro do Interior do Paraguai, Hugo Sosa Pasmor, esteve reunido com autoridades de Pedro Juan e anunciou a implantação do Sistema 911 que terá 96 câmeras integradas à central de monitoramento com vigilância 24 horas por dia. As autoridades policiais terão acesso ao serviço através de uma rede integrada e as imagens poderão ser usadas na elucidação de crimes e no combate a criminalidade.

“O objetivo é que essas câmeras sejam utilizadas para trabalhos preventivos e futuras investigações de veículos irregulares ou pessoas que cometeram crimes “, disse Hugo Sosa. Ainda de acordo com o vice-ministro as câmeras vai uma integração maior da comunidade com os policiais e a gravação de ações que envolvam algum tipo de crime poderá ser usada até mesmo por advogados e pelo poder judiciário em processos e  julgamentos.

A Central de Monitoramento 911 ainda não tem data para ser colocada em funcionamento definitivo mas o trabalho de instalação já avança por vários bairros da cidade.