Até homens d Exército trabalharam no “pente-fino) . Foto: Divulgação

Integrantes da “Operação Fronteira Segura” realizaram na manhã desta sexta-feira uma vistoria nas celas do Presídio Feminino de Ponta Porã. Ontem algumas internas tinham iniciado um motim onde presas que seriam ligadas a uma organização criminosa ameaçaram matar outras internas.

Os agentes penitenciários precisaram agir e retirar a mulher que era ameaçada de morte do local. Hoje pela manhã dezenas de policiais chegaram ao local para investigar a denuncia de que haveria armas e drogas nas celas que abrigam 93 internas.

A AGEPEN , ainda não deu detalhes sobre o que foi encontrado no local e se alguma presa será transferida. Policiais civis e militares participaram da operação que terminou há pouco.