Policial coloca fogo em maconha encontrada durante a operação. (Foto: SENAD)

Policiais paraguaios envolvidos na decima edição da Operação Nova Aliança destruíram esta semana 94 hectares de plantação de maconha que poderiam render aos traficantes 280 toneladas da droga. Os agentes da Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai em cooperação com a Polícia Federal do Brasil atacaram as plantações nas localidades de Cadete Boqueron, Colônia Aguara e Trabuco nas imediações de Capitan Bado no Departamento de Amambay na fronteira com Mato Grosso do Sul.

A Operação Nova Aliança conta com um grande efetivo de policiais que usam até helicópteros para chegar até as áreas de plantios que quase sempre são localizadas em regiões remotas e de difícil acesso. Ao todo já foram destruídos 49 acampamentos usados pelos traficantes, destruídos quatro toneladas de maconha prensada e pronta para a comercialização, apreendidos e destruídos máquinas e equipamentos usados no plantio, colheita e preparo da droga.

De acordo com os responsáveis pelo operação, as ações vão continuar por um certo tempo e já deram um prejuízo para os narcotraficantes de cerca de 8 milhões e 50 mil dólares e que a cooperação de policiais brasileiros faz parte de um acordo firmado entre os dois países e que vem dando resultados satisfatórios  no combate ao crime organizado no Brasil e no Paraguai.