O local por onde saíram os presos foi fechado ontem. (Foto: Divulgação)

A Diretoria de Obras e Infraestruturas do Ministério da Justiça do Paraguai (MJ) fechou na tarde de ontem o túnel de 25 metros por onde teriam escapado 75 internos da Penitenciária Regional do PJC.

Na primeira etapa, foi realizado o fechamento interno, ou seja, entre o interior e a parede do prédio, e a parte externa foi entupida. A Diretoria de Obras prevê, em uma terceira parte, fechar a boca do túnel localizada dentro da penitenciária.

“Por ordem da ministra Cecilia Pérez, estamos aqui a partir das 18h no domingo, analisando a melhor alternativa para o trabalho de encerramento que iniciamos hoje”, disse o diretor de Obras e Infraestrutura,  Ramón Ávalos Sánchez Silva, na época Acrescentar que alguns trabalhos de melhoria também estão planejados para ajudar a fortalecer a segurança.

Além do arquiteto Ávalos Sánchez Silva, a obra foi supervisionada pelo também arquiteto Manuel Giménez, por Florentino Ayala e pelo inspetor da prisão, Domingo Bazán.