Em uma ação conjunta de policiais civis e da Polícia Nacional do Paraguai, foram presos na manhã desta quarta-feira (27), em Capitan Bado, cidade paraguaia vizinha de Coronel Sapucaia, os dois outros latrocidas (matam para roubar) que executaram o taxista Ademar Beraldo Pereira, de 60 anos, crime ocorrido no último sábado (23) na cidade de Caarapó. Foram capturados Claudinei Santos da Silva (20), e o comparsa W.T.S, de 16 anos. O maior teve prisão e o adolescente internação decretadas pela Justiça.

Os dois latrocidas foram identificados e capturados depois da prisão de outro envolvido, Paulo Ricardo Cáceres de Lima, de 20 anos. Preso domingo na casa dele em Caarapó, confessou a participação no roubo e morte do taxista e apontou os comparsas, relatando ainda que eles levaram o carro da vítima, um Fiat Grand Siena que venderam no Paraguai.

Extremamente frios, os criminosos renderam e levaram Ademar para a região da Lagoa da Pedreira onde o executaram com quase dez facadas. Não satisfeitos, ainda tentaram queimar o corpo da vítima.