Os três foram presos em Itaporã quando tentavam fugir com o carro da vítima. (Foto: Adilson Domingos)

Dezenas de motoristas de aplicativos e populares guardavam a chegada dos dois homens e a mulher que assaltaram um taxista que também é motorista de aplicativo em Dourados. Armados com uma faca eles agrediram e cortaram as costas da vítima e depois levaram o carro dele um Cobalt.

Com a mobilização da categoria e com o cerco policial, o trio tentou fugir para Itaporã, mas foi preso pela Polícia Militar daquela cidade. Trazidos para Dourados eles quase foram linchados quando era retirados da viatura policial.

Eles foram levados rapidamente para o interior da delegacia onde estão sendo autuados em flagrante. Os nomes dos assaltantes ainda não foram divulgados, mas todos seriam moradores em Dourados.

A revolta dos motoristas era grande e vários casos de assalto foram registrados este anos na cidade. Em Caarapó um taxista foi vítima de latrocínio e teve o corpo parcialmente queimado por assaltantes que depois acabaram presos pela polícia.

O taxista que foi assaltado na noite de segunda-feira (30), estava bastante assustado e machucado, mas agradeceu a mobilização dos companheiros e o trabalho da polícia que conseguiu recuperar o carro dele. O veículo precisou ser guinchado para o pátio da Polícia Militar de Itaporã, pois apresentou um problema mecânico que pode ter sido provocado pelo sistema de rastreamento ou mesmo pela má condução do assaltante que dirigia o carro.

Com os marginais a Polícia Militar apreendeu uma faca que os eles usaram para render, ameaçar e ferir a vítima.