Bando que enfrentou Batalhão de Choque e deixou dois mortos agia no tráfico

-

O confronto com o Batalhão de Choque nesta sexta-feira (21), em Campo Grande, foi precedido de ação de quadrilha fortemente ligada ao tráfico e perigosa. Ao ser surpreendido pelo Choque, o grupo que contava com dois policiais militares, agora um morto e outro preso, estaria assaltando um caminhão com maconha para roubar a carga pertencente a um grupo rival.

No confronto morreram Almir Figueiredo de Barros Júnior, policial da ativa lotado no 10 BPM e Jorcinei Júnior Sabala Gil da Silva. No andamento da operação após o confronto, o sargento Laercio Alves dos Santos, foi surpreendido e preso às margens da BR-262. O carro dele, um Corolla dava suporte na abordagem do caminhão e escoltou até a chácara onde o bando foi surpreendido, sendo o veículo abandonado no local.

O proprietário da chácara, José Waldecir Coronel Farinha, contou que apenas conhecer um dos envolvidos no esquema, Marciano da Encarnação, que pediu para usar a chácara durante a retirada da droga do caminhão. No caminhão Mercedes Benz 1113 azul, os policiais apreenderam um total de 117 tabletes de maconha, sendo que 50 estavam em compartimento preparado e 59 nos pneus de estepe.

O motorista supostamente assaltado, não foi localizado, assim como os demais integrantes da quadrilha agora caçados pela polícia. Os indivíduos presos estão autuados em flagrante de posse ilegal de arma de uso restrito, tentativa de homicídio, roubo qualificado, tráfico de drogas, associação criminosa e homicídio decorrente de intervenção policial.

plugins premium WordPress