O uso de motos para o tráfico de drogas tem aumentado na região de fronteira.(Foto: Divulgação)

Aparentemente como forma de diminuir custos no transporte e prejuízos com apreensões, além de tentar maior mobilidade, traficantes seguem “investindo” na utilização de motocicletas no crime. A opção, entretanto, tem apresentado resultados adversos com seguidas apreensões, principalmente após a deflagração da Operação Hórus com equipes de operações policiais especiais apoiando ações na região de fronteira assim como nas principais cidades.

No fim de semana, equipe do Batalhão de Operações Policiais Especiais – BOPE, em policiamento na região rural de Amambai, nas proximidades do Rio Amambai perceberam duas motocicletas trafegando rumo a ponte. Diante da sinalização para que parassem, os condutores após manobra brusca fugiram por um milharal nas proximidades da estrada.

Em buscas na área, os policiais do Bope localizaram as duas motocicletas abarrotadas de maconha e nas proximidades delas apenas um dos traficantes, preso em flagrante. Nas motos os policiais encontraram 248 tabletes de maconha que pesaram 245 quilos. Traficante, motos e a droga foram entregues na Polícia Civil.