Com apoio do COPE, presídio de Bataguassu retira excesso de pertences das celas e uniformiza detentos

-

Uma força tarefa entre integrantes do Comando de Operações Penitenciárias (COPE) da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) e equipe de servidores do Estabelecimento Penal de Bataguassu (EPB), este mês, garantiu a implantação da uniformização de internos do local e retirada do excesso de pertences das celas.

De forma ordeira e sem alterações disciplinares, a equipe do COPE realizou a evacuação das celas e contenção do internos, para que os servidores do presídio fizessem a retirada dos materiais e se implantasse os uniformes como única vestimenta permitida na unidade prisional. A ação proporcionou um ambiente mais salubre e organizado à unidade prisional, com a retirada dos excessos de pertences.

Comandante Bosco e sua equipe do COPE atuaram na retirada e contenção dos internos

“Nosso objetivo é a humanização da pena, e com a entrega desses uniformes, e a ação conjunta, também conseguirmos retirar muito lixo das celas; isso está garantindo um melhor ambiente aos nossos custodiados, pois o excesso de pertences causava constantes problemas de saúde, sobre tudo alérgicos e respiratórios”, destaca o diretor em substituição legal do EPB, Luiz Fernando da Silva Jesus, reforçando que todos atuaram com com profissionalismo e responsabilidade.

Instituído oficialmente na estrutura da Agepen desde dezembro de 2017, o Comando de Operações Penitenciárias representa força de reação da instituição, com policiais penais altamente treinados para o desenvolvimento de ações de intervenções em unidades penais de Mato Grosso do Sul, como o trabalho realizado no presídio de Bataguassu, garantindo ordem e disciplina nas ações. A equipe também realiza transferências de presos em todo o estado e escoltas de internos.

200 kits de uniformes foram produzidos na oficina de costura instalada da PNav

Segundo o comandante do COPE,  João Bosco Correia, os trabalhos são sempre realizados dentro de um rigoroso protocolo de segurança em atendimento aos Procedimentos Operacionais Padrão (POP), que norteia as ações do grupo de forma técnica. “Independente da situação de menor ou maior risco, buscamos sempre oferecer um serviço de qualidade e responsável, com toda a segurança necessária”, assegura o comandante.

Dentro dessa perspectiva de que a união faz a força, como no trabalho conjunto com o COPE, a implantação da uniformização na vestimenta dos custodiados do EPB também foi possível graças à parceria com a Penitenciária de Segurança Máxima de Naviraí (PNav), onde as vestimentas foram confeccionadas.

VEJA TAMBEM