O corpo foi trazido para o IMOL de Dourados onde passou por perícia. (Foto: Arquivo)

Quase 24 horas depois de morta a pequena Eloíza Daiane Ocampo Brito, de 1 anos e 2 meses foi enterrado no final da tarde deste sábado em Porto Murtinho. O velório da menina que acontecia na casa da família naquela cidade foi interrompido ontem para que o corpo pudesse passar por perícia.

Ela morreu no começo da tarde de ontem (14) depois de cair dentro de um balde de resto de comida para porcos que estava no quintal da casa da avo da criança em Porto Murtinho. A família mora na zona rural e teria ido passar o final de semana prolongado na cidade.

Segundo informações o acidente aconteceu no momento que a mãe de Eloíza teria ido colocar a outra filha para dormir e a menina ficou acompanhada da avó que não viu a menina se aproximar e cair no local usado para armazenar lavagem.

Quando os familiares perceberam a situação acionaram o Corpo de Bombeiros e os socorristas tentaram fazer a reanimação e a levaram para o Hospital Municipal Oscar Ramirez.

O corpo foi trazido para o Instituo Médico Legal e Odontológico de Dourados (IMOL) onde passou por perícia e finalmente foi liberado para o sepultamento.

Segundo informou o Delegado João Cléber Dornelles, responsável pelo caso. O pedido de perícia é uma exigência legal em caso de acidente com morte como esse ocorrido em Murtinho, mas que princípio não havia sido cumprido pelo médico. Ele disse ainda que o corpo foi trazido para Dourados, porque o médico legista de plantão estava atendendo aqui no IMOL.