Força Tarefa entre Paraguai e Brasil destrói 270 toneladas na fronteira

-

Agente da SENAD usa um facão para destruir plantação de maconha.(Foto: Divulgação)

Agentes brasileiros e paraguaios que trabalham na Operação Nova Aliança 22 já destruíram mais de 2709 toneladas de maconha nos campos de produção nas localidades de Colônia Chiriguelo e Maria Auxiliadora nas proximidades de Pedro Juan Caballero na fronteira com o Mato Grosso do Sul.

O trabalho vem sendo feito por homens da Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai, da Força Tarefa Conjunta e do Ministério Público daquele país com o apoio da Polícia Federal brasileira que cedeu agentes e dois helicópteros.

A SENAD considera um marco na cooperação binacional o combate integrados ao narcotráfico na região. As ações estão impactando diretamente nas finanças das organizações criminosas que somente neste semana tiveram um prejuízo estimado em mais de 8 milhões de dólares.

Foram localizados e destruídos 24 acampamentos onde havia mais de 30 toneladas de maconha pronta para ser comercializada e a erradicação de 80 hectares cultivados da droga que poderiam, se colhidos mais de 240 toneladas do entorpecente.

O trabalho deve continuar por mais alguns dias e outras área de cultivo que já foram mapeadas serão atacadas pelos agentes e a produção destruída.

Uma reunião entre os ministro de Justiça do Brasil e do Paraguai está marcada para os próximos dias e deverá definir novas ações de cooperação entre os dois países em todos os níveis de combate ao narcotráfico e ao crime organizado entre os dois países.

plugins premium WordPress